Search
Close this search box.

Hiperacidez corporal: a causa de muitas doenças

“Todas as doenças são meramente o ponto-final de uma progressiva saturação ácida”.

O equilíbrio ácido-básico é fundamental para a saúde. A hiperacidez é provocada principalmente pela alimentação incorreta e consumo de água ácida, estresse emocional, sobrecarga tóxica, reações imunológicas ou qualquer processo que prive as células de oxigênio e outros nutrientes. O corpo tenta compensar a hiperacidez utilizando minerais alcalinos, fazendo que haja diminuição destes minerais, gerando mais hiperacidez celular.

O pH do sangue humano se relaciona intimamente com a saúde. Uma pequena variação do pH reduz o sistema imunológico, dando oportunidade para que seres vivos prejudiciais à saúde, como vírus, bactérias, fungos que vivem em meios ácidos, com pH abaixo de 7,0, proliferem e encontrem ambiente propício para viver.

Para manter-se saudável, o organismo precisa preservar a alcalinidade do sangue. O pH de uma pessoa saudável encontra-se na faixa de 7.1 a 7.5.

A maior parte das pessoas acometidas de câncer apresenta um pH no tecido de 4,5. Esse ambiente é pobre em oxigênio e muito propício para instalação de câncer. O médico alemão, Dr. Otto Warburg, ganhou o seu primeiro prêmio Nobel pela descoberta de que o câncer se desenvolve em ambiente de menor quantidade de oxigênio e esse ambiente é criado quando o pH é baixo.

Quando o pH do sangue está baixo, as gorduras são aderidas às paredes das artérias causando doenças do coração. As doenças causadas pela tireóide é resultado da deficiência do mineral iodo e esse elemento só é absorvido pelo organismo quando está com o pH ideal. Por isso, na sociedade atual é frequente encontrar pessoas com doenças da tireóide, porque atualmente são valorizados os alimentos que proporcionam ao organismo um ambiente de pH baixo.

Hábitos alimentares influenciam

A dieta contemporânea, rica em produtos industrializados e refinados, tem por característica produzir uma acidose metabólica sistêmica de baixo grau. Sabendo que esse grau de acidose aumenta com a idade, o ideal é que 70% da dieta seja composta por alimentos alcalinos e apenas 30% por alimentos ácidos. E esta proporção deve ser mantida em todas as refeições.


A acidose metabólica crônica tem efeitos deletérios no corpo, incluindo superestimulação da produção de cortisol (hormônio do estresse), retardo de crescimento em crianças, perda da massa óssea (que pode levar à osteoporose), redução da massa muscular em adultos, formação de microcalcificação em tecidos moles (ex. articulações, mamas, tireóide) e formação de cálculos renais.

Mary C. Hogle afirma em seu livro: Comidas que alcalinizam e curam: “Quando o corpo chega aos limites de tolerância em termos de hiperacidez tóxica, tanto o sistema digestivo como os outros tecidos iniciam um processo de limpeza que pode assumir diversas formas: diarréia, dores de cabeça, gripes, erupções cutâneas, abscessos, furúnculos, reumatismo, inflamações de diversos órgãos, catarata, febre e outros sintomas identificados em sua grande maioria com doenças agudas. Porém isto tem uma causa única: a hiperacidez”. As vitaminas, minerais e oligoelementos ingeridos não conseguem sintetizar se há um excesso de resíduos ácidos no corpo.

Os alimentos industrializados apresentam-se extremamente ácidos. Principalmente os refinados, cereais, leguminosas (exceção à lentilha), sal refinado, açúcar, doces, derivados de animais (carnes, ovos, peixes, laticínios) são mais acidificantes. Já os vegetais e as frutas possuem efeito alcalinizante. Alimentos ácidos geram vícios, levando a comer em excesso e a problemas de obesidade. Alimento natural integral possui um pH balanceado.

Todas as formas de artrite também estão associadas com o excesso de acidez, que compromete a calcificação de dentes e ossos. De acordo com alguns pesquisadores japoneses, dejetos tóxicos ácidos que se compactam, convertem-se em colesterol, ácidos graxos, ácido úrico, pedras nos rins, uratos, fosfatos, sulfatos, produzindo um grande número de enfermidades.

Para reverter os efeitos de muitos anos de alimentação inadequada, o ser humano precisa de alimento vivo, integral e alcalino. Os profissionais de saúde reconhecem a necessidade de reduzir o acúmulo ácido do corpo. Isto porque se o pH do seu corpo não estiver alcalino, você não conseguirá assimilar efetivamente as vitaminas, minerais e suplementos alimentares que o nosso corpo precisa para desenvolver suas funções vitais.

Research Source:

Revista de Nutrição

Did you like it? Share it:

premium WordPress plugins
Chat on WhatsApp
Prodiet at Home
Hello 👋
Need help?
Count on Prodiet at Home!
Skip to content